Isis Valverde: 11 fatos sobre os bastidores da capa da Vogue de Janeiro em Itacaré


Isis Valverde no backstage do ensaio de capa da edição de janeiro de 2020 da Vogue Brasil (Foto: Paulo Pimenta)

Foi no primeiro domingo de dezembro que Isis Valverde posou para as lentes de Mariana Maltoni para fotografar sua primeira capa da Vogue Brasil. A atriz voou do Rio de Janeiro até Ilhéus, pegou uma van até a pequena vila de itacaré Itacaré e, de lá, seguiu pela estrada até o alto da Fazenda Caranha, nossa locação para o primeiro shooting da nova década que se inicia. Das primeiras vezes de Isis (fotografando com um cavalo, fotografando nua) passando pelas músicas que agitaram o set, pelos truques de beleza de Krisna Carvalho e pelo adereço inusitado de styling usado por Pedro Sales, veja 10 curiosidades sobre os bastidores do ensaio.

1.Pontualidade? Temos!

A equipe acordou às 6h30 e chegou por volta das 8h na locação. Isis, por sua vez, chegou pontualmente às 9h pronta para começar. “O que vocês precisam de mim?”, disse ela com um sorriso no rosto e…


O backstage do ensaio de capa da Vogue de janeiro 2020 (Foto: Laís Franklin)

2. Mais cor por favor
….óculos Polaroid no rosto. A cor escolhida? Amarelo néon, fresh tal qual a atriz.

3. Truque de skincare
Antes de iniciar a maquiagem, o beauty artist Krisna Carvalho usou a máscara de leite Arbutin Whitening Collagen Mask para hidratar a pele. O truque para garantir o glow? Colocá-lo na geladeira por alguns minutos antes de aplicar no rosto. 

4. Foco no acting
Isis ficou bastante preocupada (no melhor sentido!) com a posição de suas mãos no shooting inteiro. “Se uma mão não tem lugar, não tem propósito”, disse.


Os bastidores do ensaio de capa de Isis Valverde para a edição de janeiro 2020 (Foto: Paulo Pimenta)

5. Playlist de respeito
A fotógrafa Mariana Maltoni caprichou na playlist do ensaio. As preferidas de Isis?  Purple Rain, de Prince e Rational Culture, de Tim Maia.

6. As várias primeiras vezes
Essa não é apenas a primeira capa de Isis para a Vogue Brasil. É também a primeira vez que ela é fotografada nua e com um cavalo!

7. Brasileirinha
Fã de farinha de mandioca, o único pedido de Isis Valverde durante o almoço foi que nada tivesse trigo.


A praia selvagem em Itacaré (Foto: Laís Franklin)

8. Em números
Foram 41 cabides mais uma cama inteira de roupas até o diretor de moda Pedro Sales, que assina o styling do shooting, chegar na edição final dos looks fotografados. O adereço de styling mais inusitado do dia? Uma folha que estava no chão de um dos chalés fotografados. Pedro prendeu um grampo em cada lado e transformou em uma headband. Chic não?

9. Abra os caminhos
As fotos aconteceram em 10 pontos diferentes da locação. O primeiro, na casa principal. Depois em um dos três chalés da Fazenda Caranha, seguido de vários cliques na grama – a capa P&B aconteceu neste momento. De lá, Isis foi para uma moto/lambreta e se divertiu até em poses sentadas e outras olhando o retrovisor. Para chegar na praia e garantir a melhor luz do dia (no final da arte), a equipe teve que pegar um 4×4, descer por uma trilha e pegar uma canoa. Ufa! 

10. Sobe e desde
Para fotografar a segunda capa, na praia selvagem de Patizeiro, na foz do Rio Tijuipe, Isis subiu e desceu 34 vezes do coqueiro até garantir o clique perfeito.

11. Gratidão
Foram mais de 8 horas de fotos. Depois do último clique, Ísis tocou na água do mar, fez o sinal da cruz e agradeceu. Plena!

Fonte: vogue.globo.com



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *