Sindicato de Hospedagem de Itacaré discute com o Comitê medidas contra o coronavíus

O Sindicato Patronal de Hospedagem e Alimentação de Itacaré, em parceria com os empresários locais, realizou uma reunião virtual com os representantes do Comitê de Monitoramento contra o Coronavírus para discutir a situação do Covid 19 no município, as medidas que estão sendo adotadas e propor ações para garantir o fortalecimento da economia e ao mesmo tampo a proteção da saúde de todos. Durante a reunião virtual foram apontadas medidas de proteção contra o coronavírus e apresentadas propostas pelos empresários para reforçar as ações do Comitê.

A presidente do Sindicato Patronal de Hotelaria e Alimentação, Liane Reis, informou que o encontro foi realizado porque as pousadas e restaurantes estão fechados desde o dia 18 de março e os empresários sentiram a necessidade de entender a situação e buscar informações para uma possível a retomada. Liane Reis adiantou que os protocolos dessa possível retomada do comércio e do turismo já estão sendo elaborados pelos empresários do Sindicato Patronal e o Conselho Municipal de Turismo e analisados pela Vigilância Sanitária da Prefeitura de Itacaré.

Representando o Comitê de Monitoramento de Itacaré, o médico Sérgio Orsini falou da atual situação de disseminação do coronavírus no município e os cuidados que a população deve adotar, como o uso de máscaras, álcool em gel e sair de casa somente em caso de extrema necessidade. Também ressaltou as medidas que vêm sendo adotadas pela Prefeitura de Itacaré para combater a proliferação do coronavírus no município.

Durante a reunião virtual os empresários do setor de turismo e eventos apresentaram algumas sugestões de medidas que podem ser adotadas, a exemplo do Lock Down imediatamente na cidade, para que esta forma seja possível conter o vírus e haja a possibilidade de o mais rápido o retorno das atividades. Os empresários também demonstraram interesse em colaborar com a Prefeitura com as ações que vem sendo desenvolvidas, visando assim uma retomada consciente do “novo normal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *