Governo da Bahia anuncia parceria com a Rússia para produção de 50 milhões de doses da vacina Sputinik V

Previsão é que doses da vacina contra a Covid-19 comecem a ser entregues em novembro deste ano, desde que haja aprovação da Anvisa.

O governo da Bahia afirmou, nesta quinta-feira (10), que a parceria para testar vacinas da Rússia contra a Covid-19 prevê a produção de 50 milhões de doses.

A previsão é de que as doses da Sputnik V comecem a ser entregues em novembro deste ano, desde que haja aprovação por parte dos órgãos reguladores no Brasil. A Bahia é o segundo estado brasileiro a firmar um acordo com a Rússia para a produção da vacina. O primeiro foi o Paraná. Os testes da parceria devem começar em outubro, mas ainda dependem da liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

G1 entrou em contato com o Fundo de Investimento Direto Russo, (RDIF), que informou que um anúncio sobre o acordo será feito na sexta-feira (11).

O acordo de confidencialidade com o governo da Rússia estabelece ainda que todas as informações científicas da vacina sejam repassadas para a Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico (Bahiafarma). Na prática, o acordo marca um avanço nas negociações entre o país e o estado, que a partir de agora poderá ter acesso à tecnologia usada na produção do imunizante.

g1.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *